Confira depoimento de Hevellin que realizou estágio em Porto, Portugal

04:48:00





Relatório de estágio optativo: Hevellin Spener
Período: 7 de novembro a 2 de dezembro de 2016
Local: Porto- Portugal

Depoimento:
Fui recebida pela coordenadora do USF Covelo, Dra.Alice Seixas que me apresentou aos funcionários da unidade e a médica que supervisionou-me durante o estágio, Dra. Maria João de Sá. Durante o estágio acompanhei consultas da Dra.Maria Joao ,além de participar das reuniões semanais da unidade, palestras, consultas da equipe de enfermagem. Realizei, também, um pequeno procedimento e apresentei um trabalho.

Atividades Desenvolvidas:

  • Acompanhei as consultas de minha supervisora, durante essas consultas ela explicava sobre os fluxos de encaminhamento, exames,marcações de consultas e medicamentos em geral. A supervisora me deu uma palestra explicando sobre o sistema nacional de saúde de Portugal, que no Brasil recebe o nome de sistema único de saúde.Percebi as diferenças de nosso sistema para o de Portugal.
  • Haviam reuniões semanais com todos os médicos e enfermeiros da unidade de saúde e tive a oportunidade de acompanhar e entender como funciona a contratação dos médicos que permanecem na unidade e sobre a organização.
  • Participei de uma palestra sobre teste rápido de HIV, onde enfermeiro que trabalha na empresa fabricante do teste fez a palestra e mostrou como fazer o teste e os índices de HIV no país.
  • Ao acompanhar a equipe de enfermagem, percebi a diferença entre as consultas médicas e de enfermagem, que a enfermeira em Portugal possui funções diferentes das do Brasil.
  • Aprendi a inserir e retirar o implanon, que em Portugal é muito comum e a procura para colocar o implante é grande.
  • Outra atividade que fiz foi uma apresentação falando sobre o SUS e sobre a residência de medicina de família e comunidade.

Conclusão:
Pude aprender muito no estágio em Portugal, não só sobre medicina de família, mas também sobre a cultura e política do país.Consegui perceber que, em muitos aspectos, eles estão mais evoluídos do que o Brasil, mas nós também temos outros mais evoluídos, como por exemplo a questão do teste rápido,em  que muitos profissionais só haviam ouvido falar,mas nunca tinham tido contato com o mesmo. Em nosso país o teste faz parte da nossa rotina.
Foi uma experiência única de aprendizado e amadurecimento.






VEJA TAMBÉM

0 comentários